.....

A disfunção erétil é a incapacidade permanente de obter ou manter uma ereção rígida suficiente para ter uma relação sexual satisfatória.   O número de casos DE já ultrapassa os 50 milhões no mundo. Normalmente se apresenta com maior freqüência no homem idoso já que ele pode apresentar doenças concomitantes como Hipertensão arterial, hipercolesterolêmia, diabete, doenças neurológicas, infarto do miocárdio e ACV (acidente cérebro vascular) e é a faixa que esta mais sujeita a doenças  malignas;com tratamentos agressivos cirúrgicos que comprometem a função sexual. Porem também pode estar presente em 1 % dos homens com até 20 anos, 3% até os 45 anos, 6 a 7% entre 45 a 55 anos e em 25% com mais de 75 anos. A ereção peniana é uma resposta fisiológica dependente da integração de mecanismos vasculares, neurológicos, endócrinos, psíquicos e miogênicos, desencadeados por estímulos sensitivos locais nos órgãos genitais (ereções reflexogenicas) o por estímulos psicogênicos de origem central (ereções psicogênicas).
A incidência da impotência nos pacientes diabéticos é estimada entre 10 a 75%; no existindo relação entre o tempo de evolução do quadro diabético e a disfunção erétil.
Níveis altos de triglicerídeos e colesterol são relacionados com quadros de disfunção erétil. A hipertensão por si só leva a alteração da ereção, como alguns medicamentos: antihipertesivos podem contribuir para agravar o problema como por exemplo: diuréticos, clonidina, alfa metildopa, propranolol, bloqueadores beta adrenérgicos.
O tabagismo também pode estar relacionado com a disfunção erétil por vasoconstricao periférica generalizada. Alguns tipos de cirurgias pélvicas (prostatectomia radical, cistoprostatectomia, amputação abdominoperinial do reto, etc.) podem desencadear disfunção erétil.

ANATOMIA PENIANA:

O penis é formado por dois corpos cavernosos (que são os responsáveis pela ereção) e um corpo esponjoso a onde passa a uretra. os corpos cavernosos estão envolvidos pela túnica albugínea que é uma capa no distensível. O parênquima dos corpos cavernosos está formado por tecido travecularo constituído por células musculares lisas e endoteliais envolta por uma trama de fibras colágenas, fibroblastos e elastina. O aporte sanguíneo dos corpos cavernosos se da pelas artérias cavernosas que dão origem a umas artérias laterais denominadas artérias helicinas.A drenagem venosa origina-se dos espaços sinusoidais que drenam para o plexo venoso subalbugineo  e forman as veias emissárias que finalmente drenam para a veia dorsal profunda do penis.
A inervação é oriunda do sistema simpático (medula espinha toracolombar) e parassimpática (medula espinhal sacra) e somatosensorias (nervo dorsal e pudendo).

DIAGNÓSTICO:

Para fazer o diagnostico da disfunção erétil  a historia clinica nos auxilia e vamos obter  muitos dados que podem- nos auxiliar no diagnóstico e oferecer uma adequada orientação terapêutica. Tentamos distinguir a disfunção erétil de origem orgânica psicogênica ou mista.
O exame físico pode ser geral e específico da genitália tentando encontrar a presencia de placas endurecidas no penis, pulsos na artéria dorsal do penis, femorais, tíbias posteriores e pediosos. Na avaliação mínima alem do exame clinico solicitamos exames de sangue para descartar problemas metabólicos como hipercolesterolemias, hiperdislipidemias, hiperglicemia e também se solicita exames hormonais.
Na avaliação vascular se solicita  teste de ereção fármaco induzida (introduzida por Virag em 1982, e Bridley em 1983),  e ecocolordoppler arterial peniano.
Podem ser solicitados testes especiais para avaliação neurológica em situações específicas ou quando existe suspeita de problema do sistema nervoso central. Na década passada inúmeras modalidades terapêuticas formam introduzidas tanto clínicas como cirúrgicas, mas os resultados cirúrgicos vasculares discutíveis obtidos reduziram as indicações cirúrgicas principalmente os distúrbios (artérias e venosos). Já que os resultados foram pouco expressivos e de curta duração, motivos estes que fizeram com que estas cirurgias ficarem para trás. Alguns vão precisar de implantes penianos , e um grande número de pacientes se beneficiam com tratamentos orais e  injeções intracavernosos  .  Em alguns casos uma avaliação e acompanhamento psicológico específico são importantes.

...
...
 
Copyright © 2008- Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Fábio Jannuzzi
....

 

A Clínica Narváez Localização da Clínica Narváez Impotência Infertilidade Prevenção da Próstata Fale Conosco! Cirurgias de Religadura Reposição Hormonal